sábado, 26 de fevereiro de 2011

Best Friend... Forever? Capitulo 2.

E no final de tudo, você é minha protetora. - Oasis.


Eu e o Justin ficamos um bom tempo no twitter, até que eu pedi para ele:
- Justin, o que vamos fazer essa noite?
- Ah, uma coisa muito boa...
- JUSTIN!!! Liga para sua mãe.
- Hããam??
- É, lembra que ela falou para você não fazer festas sem a permissão dela?
- Ata! Esperai que já ligo para ela.
Justin pegou o seu celular e foi ligar para sua mãe:
- Alo? Mãe? Aqui é o Justin.
- Oi filho, tudo bem por ai?
- Esta tudo ótimo! Lembra quando você disse para não fazer festas sem a sua permissão? Então, eu liguei para senhora para pedir se eu posso fazer uma festa!
- Que bom que você esta me obedecendo. Quem pediu para você ligar para mim?
- A Sarah.
- Ata. Você pode fazer a festa, só que com uma condição.
- Obrigado mãe, mas que condição?
- Vou ligar para o Scooter e para o Usher, para eles ficarem nessa festa. Esta bem? Só que eu vou passar algumas regras para eles.
- Tudo bem mãe, eu te amo. Beijos e se cuida.
- Eu também te amo. E se cuida você! Beijos.
Quando Justin desligou o celular estava com um sorriso de orelha a orelha. Então eu pedi:
- Eai Justin, sua mãe deixo?
- Sim, sua sogrinha deixou!
- Minha sogrinha....? Ata... Ta certo. 
E eu sorri para ele e ele sorriu de volta, fiquei sem graça e comecei a ficar vermelha. Ele notou que eu fiquei vermelha e me beijou. Fiquei mais sem graça ainda quando ele terminou o beijo, ele deu uma risadinha e falou:
- Eu te deixo, tão vermelha assim?
Apenas sorri, e respondi:
- É que eu te amo. 
Ele deu uma risadinha e me beijou de novo. Estar com o Justin, é incrível, mas eu estava preocupada com a nossa relação depois das minhas ferias, eu vou ter que voltar a minha casa, minha família, minha escola e minha cidade, mas eu não pensava muito nisso, só queria curtir os momentos com ele. Até que eu olhei para o sorriso dele e não conseguir calar a minha boca, tive que pedir:
- Justin, depois das minhas ferias, como vai fica tudo isso?
- Esta preocupada é?
Justin me conhecia melhor do que ninguém, só com uma pergunta ou até mesmo com um sorriso, ele sabe o que eu tenho ou o que eu quero dizer. Olhei para ele e disse:
- Sim, eu te amo e não quero te perder.
Abaixei a cabeça, ele levantou a minha cabeça segurando o meu queixo e disse:
- Você nunca vai me perder, sua bobinha.
Eu sorri e dei um selinho nele, e ele falou:
- Vamos levantar esse astral. O Usher e o Scooter devem estar chegando, em quanto isso vou ligar para os convidados.
- Esta bem, em quanto isso, eu vou arrumar as coisas.
Depois de todas as coisas prontas, só faltava os convidados chegar. Antes que os convidados chegassem, eu fui tomar banho. Depois do banho, comecei a ouvir alguns barulhos, é... A festa estava começando. Era depois de 5 da manha, todos já tinham ido embora, a casa do Justin estava uma bagunça, como eu e ele estávamos cansados da festa, fomos direto cada um para o seu quarto e dormimos. Acordei com o Justin deitada ao meu lado, fazendo carinho no meu rosto, eu sorri e falei:
- Oi meu amor. 
- Oi minha dorminhoca, agora é 17:00hrs, vem comigo porque eu quero te levar à um lugar especial.
- A onde?
- É surpresa.
- Hm.
- Você vai amar, vamos?
- Está bem, só espera um pouquinho, eu vou tomar um banho rápido.
- Te espero lá embaixo. 
- Ok
Fui tomar banho, coloquei uma roupa bem simples, uma camiseta roxa, um shorts não muito curto e uma rasteirinha roxa, e desci. 
- Uau, você é linda.
- Eu te amo.
- É, eu sei.
- Convencido você.
- Eu também te amo, minha bobinha.
Fomos até o carro do Justin, ele colocou uma venda em meus olhos, fiquei mais curiosa ainda quando ele tampou os meus olhos. Chegamos em um tal lugar, ele abriu a porta do carro, me deu a sua mão para me ajudar a sair e depois foi atras de mim para tirar a venda. Quando ele tirou a venda, eu fiquei de boca aberta, ele me levou no lugar muito lindo, era cheio de flores, arvores e tinha tipo uma cachoeira. 
- Vem, vamos entrar aqui nessa cachoeira.
- Hã? Você está louco? 
- Não, vem.
- Não Jus...
Quando eu menos esperava, ele me pegou no colo e ele pulou na agua.
- Justiiiiiiin, seu louco.
- Eu te amo.
- É, eu sei.
- Convencida.
Eu sorri e nós ficamos nadando um pouco, depois saímos da água e ficamos esperando nós nos secarmos. Depois de secos, fomos para casa. Fomos direto para o banho, depois do banho, o Justin falou:
- Hey, que tão uma noite especial?
Apenas sorri.
- Isso foi um sim?
Sorri novamente, então Justin veio a minha direção e me beijou. Meu deus, que beijo era aquele? Ficamos nós beijando por um bom tempo, até que ele me deitou na cama, ficou em cima de mim e falou:
- Eu te amo.
- Eu também Justin, vamos dormir?
- Por que?
- Estou com sono...
-Tudo bem minha linda, você deve esta cansada, nós nos divertimos muito hoje, não foi?
- Sim, eu amei aquele lugar, era tão lindo e calmo.
- É verdade.
- Vou colocar um pijama.
- Ok.
Fui colocar um pijama bem curto, Justin me fusilo com os olhos e eu me deitei do lado dele, falei:
- Boa noite.
Dei um selinho nele e deitei a minha cabeça em seu peito. Acabamos adormecendo. Logo pela manha, acordar, fomos tomar cafe, depois de alguns minutos o almoço estava pronto. Fui assistir TV e sinceramente, estava com muito tédio. Justin falou:
- Está com tédio meu amor?  
- Muito. 
Então, o Justin pegou a minha mão e me levou para sala de jogos, ele sabe que eu sou apaixonada por alguns jogos, então começamos a jogar Guitar Hero, meu jogo preferido, depois Justin insistiu para mim, jogar futebol com ele e eu sou péssima, mas eu joguei só para ver ele sorrir. Jogamos muito, depois eu fiquei com fome e falei:
- Hey Justin, estou com fome.
- Gosta de panquecas?
- Amo, vamos fazer?
- Só se for agora!
Eu e o Justin ficamos fazendo panquecas e ficaram ótimas! Fizemos panquecas doce e salgadas. Depois de tudo isso fui tomar banho, já era 23:00hrs, a tarde passou rápido para quem estava com tédio, cada um foi para um banheiro  e fomos assistir um filme. 
- JUUUUUUUUUSTIN, coloca o filme "O Som Do Coração"? Eu acho esse filme perfeito!
- Claro meu amor, vamos assistir então.
Justin colocou o filme. Quando começou a passar a parte de August Rush toca com violão com o seu pai (que ele não sabia que aquele cara, era o pai dele), eu achei tão lindo, que comecei a chorar:
- Hey meu amor, por que você esta chorando?
- Porque esse filme é lindo.
Justin me abraçou e acabamos adormecendo ali mesmo. Era umas 3 da manha, o Justin me acordou, pois ele estava fazendo carinho no meu cabelo em quanto eu dormia:
- O que foi Justin?
- Nada, só estava vendo como você é linda dormindo.
- Own, eu te amo. Que tal irmos dormir na cama?
Justin deu um sorriso malicioso e fomos para cama. Deitei e logo capotei.
Passou uma semana Pattie já estava de volta, e tudo estava ao normal, faltava 1 mês e meio para minhas ferias acabar... 

CONTINUA...

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Best Friend... Forever? Capitulo 1.

Paro de respirar se eu não te ver mais. - Nickelback.

Meu nome é Sarah, tenho 16 para 17 anos, e sou amiga do Justin desde sempre, ele sempre foi o meu melhor amigo, apesar de nós ficarmos sempre brigando por alguns motivos idiotas. Ele sempre tirava onda da minha cara, só porque ele é UM dia mais velho que eu, é... Eu faço aniversário dia 2 de março! Nós não escondíamos nada um do outro, até que ele ficou famoso e preciso mudar de cidade, eu fiquei muito triste no começo, mas eu ligo sempre para ele, se eu não ligava para ele, ele ligava para mim. Eu estava de ferias e liguei para o Justin, para saber como ele estava:
- JUSTINNNNNNNNNNNN!!!
- Sarah?
- Oi, tudo bom?
- Oi linda, eu estou ótimo, bem melhor agora e você, como está?
- Estou incrível. Estou de ferias, eu precisava de ferias.
- Ah que bom então, você então vai poder passar as suas ferias aqui em casa?
- Isso é um pedido?
- Hmm, é sim. Você vem ou não?
- Mais é claro que sim! Só que eu tenho que pedir para minha mãe, para ver se ela deixa...
- Isso não é problema, eu peço para minha mãe ligar para sua!
- Ah, esta ótimo.
- Então, quando você vem?
- Não sei. Por que?
- Porque eu estou com saudades de você, faz um bom tempo que eu não vejo você.
- É verdade, mas eu nem sei se minha mãe vai deixar...
- Minha mãe acabou de ligar para sua e ela deixou.
- Nossa, com vocês são rápidos!!
- Então, você vai vim amanha, ta?
- Você que manda. Até amanha
- Até, beijos...
- Beijos.
- Ah, eu te amo.
- Ownn Justin, eu também te amo, meu melhor amigo.
Logo depois que eu desliguei o celular minha mãe entro no meu quarto falando:
- Filha!! Vamos arrumar a sua mala, amanha cedo você esta indo para casa do Justin!
- Mãe, a senhora parece que não me quer mais aqui em casa.
- Own minha filha, não é isso. É que você vai estar indo amanha cedo e precisa deixar tudo pronto, vem aqui que a mamãe ajuda.
- Ta bom, ta bom.
Eu e a minha mãe arrumamos a minha mala, peguei tudo as minhas roupas novas que eu comprei semana passada e nem tinha usado. No outro dia de manha, acordei e fui tomar um banho e fui para o aeroporto. Chegando no aeroporto, um homem desconhecido de minha pessoa me pediu:
- Você é a Sarah, a melhor amiga do Justin?
- Sim, e você é o...?
- O piloto particular do Justin. Ele pediu para vim te buscar. Vamos?
- Ah, ele pediu é? Então vamos.
O Justin pediu para irem me buscar, em uns dos seus jatinhos particular e ele nem me avisou. Bom, mas isso não importa. Chegamos no aeroporto e só vi uma Ranger Rover preta me aguardando com um garoto com óculos escuros. Eu preciso dizer quem é esse garoto? Lógico, que era o meu melhor amigo, o Justin Drew Bieber. Quando eu vi ele, quase morri, ele estava lindo, fazia muito tempo que eu não o via pessoalmente, só por fotos. Ele saiu do carro, deixei minhas malas no chão e corri abraçar ele. Eu abracei ele forte e ele correspondeu, quando eu menos espero uma menina, morena, bonita, baixa o vidro do passageiro do carro e pede para o Justin:
- Ela é a sua amiga, Justin?
- É, é ela mesmo, Selena.
HÃAM??? A SELENA JUNTO COM O JUSTIN NAQUELE CARRO??? É, eu esqueci que eles estavam de "rolinho" não assumido, então eu encarei o Justin surpresa, e ele apenas sorriu para mim. Achei que estávamos indo para casa de Justin, mas, para minha sorte o Justin estava levando a Selena para casa dela. Pulei para frente e logo pedi para o Justin:
- Eai? O que rola entre você e essa tal Selena?
- Como você esta linda Sarah...
- JUSTIN!
- O QUE? QUER SABER A VERDADE?
- É LÓGICO QUE EU QUERO.
- ROLA ALGO ENTRE EU E ELA SIM!
- Só isso eu queria saber.
Me virei para janela e comecei ver o céu. Justin passou a sua mão em meu rosto e falou:
- Hey, eu só quero me divertir com você... Ela nem vai ficar comigo esse tempo que você estiver comigo, ela vai estar em turnê. 
- Hum.
- Você esta brava?
- Por que eu não estaria? Achei que você fosse o meu melhor amigo que me contava tudo, mas você escondeu esse seu relacionamento com essa garota.
- Me desculpe.
- Tudo bem Justin, eu só quero matar a saudades. 
- Eu também.
Me virei novamente para janela. Ficamos em silencio até chegar na casa do Justin. Chegando lá, eu vi a Pattie cheia das malas e o Justin indo ajudar ela para levar até o carro, quando ela me viu, largo as malas e veio falar comigo:
- SAAAAAAAARAH!! COMO VOCÊ ESTA LINDA, PRINCESA!!
- É mãe, eu disse isso para ela.
- Obrigada Pattie... Hãmmm, onde você esta indo com essas malas?
- Eu vou viajar por um tempo, ainda bem que você veio para cuidar do meu bebe. - Disse a Pattie, apertando as bochechas do Justin.
Ajudamos o Pattie a levar as malas no carro e ela começou a dar os seus sermão de mãe:
- Justin, não faça bagunça, não faça festa sem a minha permissão, não vá dormir tarde, não come muitos doces, não fica sem tomar banho, não entre na piscina depois de comer...
- Ta, ta, mãe. Boa viagem! Beijos, eu te amo. - Disse o Justin fechando a porta do carro. 
Entramos na casa do Justin novamente e ele foi me mostrar onde fica o quarto que eu vou ficar. Cheguei lá era um quarto de hospedes normal, mas era muito bonito. Arrumei minhas coisas e o Justin entro no quarto perguntando:
- Sarah, o que acha de nós vermos um filme?
- Pode ser.
Eu e o Justin fomos ver um filme que ele escolheu, era chato, sem graça e eu estava quase dormindo. Até que o Justin me bate com um travesseiro na cara falando:
- Hey, hey, hey. Não dorme não, princesa.
- Esse filme é chato e sem graça.
- Quer assistir outro?
- Não.
- O que você quer fazer então?
- Vamos sair?
- Sair? Ir em alguma balada?
- É, liga para os seus amigos e vamos sair!
- Esta bem.
Justin ligou para alguns amigos e nós fomos para balada. Ficamos até 5 da manha, estava muito legal. Voltamos para casa, e nós não chegávamos a estar bêbados, mas estávamos fora do normal, eu e o Justin fomos para o quarto dele, e ele começou a tirar a sua roupa e deitou na cama só de cueca, e eu falei para ele:
- Tchau Justin, vou ir dormir.
- Nããããão, dorme aqui comigo!!
- JUSTIN!!! Eu vou ir para o meu quarto. Boa noite.
Quando eu fui dar um beijo no rosto do Justin, ele virou o rosto e acabei dando um selinho nele.  Eu não falei nada, e o Justin apenas sorriu. Ele me puxou para cima dele e ele começou a me beijar, como eu sabia que ele não estava bem, não levei isso para o lado pessoal, apenas me larguei dele e fui dormir. Era 3 da tarde o Justin vai no meu quarto e me vê dormindo, obviamente ele não lembra quando me beijou e eu não fiz questão de lembrar. Ele pula em cima de mim, me deu um beijo no rosto e falou:
- Vamos acordar, princesa?
- Oi lindo.
- Vem, vamos para piscina.
- Agora? É de madrugada ainda...
- MENINA, AGORA É 3 DA TARDE...
- AAAAAATAAAAAAAA, NÃO PRECISA GRITAR!!  
- Desculpa princesa... Vamos ou não?
- Ah, eu estou com preguiça.
- Ta bom então.
Justin deitou do meu lado, ele estava só de shorts, sem camisa e com o cabelo bagunçado. Ele começou a fazer carinho no meu rosto, e acabamos dormindo, até que entra alguém no quarto e grita:
- JUSTIN, E-E-EU-EU NÃ-NÃO ACREDITO!
Era a Selena, ela saiu de lá não chorando, mas com raiva. Justin foi atras dela, mas ela só deixou um recado para ele:
- Não me procura, finge que eu morri, me esquece!!
- Esta bem, eu não te devo satisfação de uma coisa do que eu não fiz!
- ÓTIMO!
Eu vi aquela cena e me senti mal, mas olhando para o Justin, parecia que ele se livrou de um peço. Ele chegou perto de mim e falou:
- Estou livre e pronto para atacar!
Eu ri e balancei a cabeça. Entramos na casa dele e fomos jogar guitar hero, é o meu jogo preferido e o Justin sabe que eu sou ótima nesse jogo, e jogamos o resto do dia. Chegou a noite o Justin disse:
- Vamos pedir uma pizza?
- Por que não?
Justin pediu uma pizza, a pizza chegou depois de alguns minutos de espera. Comemos e ficamos conversando um pouco, até que o Justin disse:
- Eu preciso te levar em um lugar.
- Esta bem.
O Justin tampou os meus olhos e foi me guiando, quando chegamos a onde ele queria me levar, ele me pegou no colo e pulo na piscina comigo no colo. Eu e ele ficamos rindo, até que eu disse:
- JUSTIN, EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ DESOBEDECEU A SUA MÃE.
- Hãam?
- Sua mãe disse para você não entrar na piscina depois de comer.
O Justin riu, e eu ia sair da piscina, mas o Justin me abraçou por tras e disse:
- Fica mais um pouco.
- Eu estou com frio.
- Vamos sair então.
Eu e ele saímos da piscina, ele enrolou a toalha em mim e me abraçou, cada um foi para o seu quarto tomar um banho. Depois do banho, eu coloquei um pijama não muito curto e eu e ele fomos assistir um filme, desta vez eu escolhi o filme. Eu deitei minha cabeça no peito do Justin e começamos a assistir o filme, depois de uns 30 minutos o Justin caiu no sono, eu bati de leve na cara dele com um travesseiro e disse:
- Hey, hey, hey. Não dorme não, lindo.
Justin olhou para mim e riu. Ficamos alguns segundos olhando um no olho outro, Justin me pegou pela cintura para chegar mais perto dele, e eu peguei na nuca dele. HÃÃM? O que eu estava fazendo? Ele é o meu melhor amigo, eu não posso beija-lo. Até que eu me salvei dando uma desculpa:
- Olha, essa é a minha parte preferida do filme.
Eu comecei a ver o filme, e o Justin caiu no sono de novo, eu terminei de ver o filme sozinha e pensando no que poderia ter acontecido, eu acordou o Justin e falou:
- Hey Justin, vai dormi na cama.
- Ah, já acabou o filme?
- Sim.
- Me desculpe por não ter assistido com você o filme.
- Não tem problema. Vem comigo, eu te levo para o seu quarto.
Chegando no quarto do Justin, ele caiu na cama do jeito que estava e falou:
- Não estou com sono!
Eu ri e o Justin se levantou da cama, foi se aproximando de mim, eu fui indo para tras, até que eu me encostei na parede e o Justin disse colocando sua mão em minha cintura:
- Eu quero fazer uma coisa desde quando você chegou!
- E o que é Justin?
- Isso...
Ele apenas me beijou, eu acho que ele estava sentindo algo por mim e eu por ele, mas como? Isso é impossível, ele era apenas um amigo para mim. Mas aquele foi o melhor beijo da minha vida, ele apertava o meu corpo contra o dele. Eu correspondi o beijo, coloquei a minha mão em sua nuca e Justin começou fica excitado. Ele apenas parou o beijo e disse:
- Eu te amo Sarah.
- Ju-Jus-Justin...
Apenas beijei ele, eu não sabia o que fazer, pois eu também estava começando o amar de outra forma, foi estranho como tudo começou... Mas agora eu tenho certeza de quem eu amo e é ele o Justin Bieber, ele esteve no meu lado tanto tempo, como eu não o vi? Ele foi tirando meu shorts, e eu fui empurrando ele para cama. Tirei a blusa dele e ele pediu:
- Você me ama até a esse ponto?
- Sim.
- Tem certeza?
- Nunca tive tanta certeza em minha vida.
E comecei a beijar ele novamente, até que tivemos a nossa noite cheio.... Como eu posso dizer... Hum... De amor. No outro dia eu acordei com o Justin dando beijinho em mim e fazendo carinho no meu rosto. 
- Bom dia meu amor. 
- Bom dia Justin.
- Posso te dizer uma coisa?
- Claro que você pode.
- Eu te amo
- Essas palavras me deixam cada vez mais feliz quando elas saiam da sua boca.
Fui para o banheiro e fiz o meu higiene pessoal. Descemos para tomar café, e pela nossa surpresa vimos a Selena aguardando o Justin, e ela disse:
- Justin, precisamos conversar.
- Bom, eu não tenho nada para falar com você...
- Mas eu tenho, vamos em outro lugar onde possa conversamos só nós dois.
- Não, não. Eu estou bem aqui, então vai falando...
- Eu só queria pedir desculpas pelo modo como agi com você.
- Tá.
- Como assim tá? Você não vai pedir para voltar comigo?
- Bom... Na verdade não...
- NÃO?
- Não. Eu estou em outra já e tipo, ela não é qualquer pessoa. - Disse o Justin me pegando pela cintura.
- VOCÊ ESTA COM ESSA AI?
- OPA OPA OPA, olha como você fala comigo!
- Se enxerga garota.
- Que sair daqui com olhos roxo? Se não quer, saia correndo daqui em 5 segundos. VAZA!
A Selena apenas me olhou com uma cara feia e saiu sem dizer nada. Eu cruzei os braços e fiquei olhando ela sair, e o Justin chego por tras e disse:
- Humm, minha valentona. 
Apenas ri e dei um beijo nele. Fomos tomar café, depois fomos para o quarto do Justin e ele pegou o seu Not e entrou no twitter:
- Eu estou literalmente amando alguém... E não, não e a @selenagomez. E sim, a @sarah1234  
Quando eu vi ele twittando isso, me deu uma vontade de abraçar e beijar ele, e é lógico que eu fiz isso... 

Continua...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Intercâmbio... Nine!

Eu não quero que você esqueça que eu gosto muito de você. - Natiruts.

Passou-se 9 meses, tipo assim... EU ESTAVA GANHANDO O BEBE! E cade o senhor Bieber? Minha bolsa estourou, e o meu filho Justin ia fazer o que? Ele é apenas uma criança, mas pedi para ele ligar para o seu pai. Eu estava ganhando o bebe em casa e o meu marido nem tinha chegado ainda - foi só eu pensar isso, o Justin chega e fica mais desesperado do que eu, além disso eu estava grávida, eu estava ganhando o bebe, não ele! Ele me levou ao hospital, o parto ocorreu tudo normal, mas eu estava morrendo, perdi muito sangue durante o parto. Quando os medicos deu essa noticia o Justin ficou muito, muito triste e abalado, ele gritava:
- NÃO, NÃO PODE SER, NÃÃÃÃO, POR FAVOR, COMIGO NÃO.
Eu morri no dia 14 de agosto, no meu parto. Justin estava aprendendo a se virar com as crianças, o meu orgulho por ter um marido assim, é que ele era atencioso, cuidadoso e muito amoroso. Apesar de ele ter me perdido, ele vivia dizendo a Charlie:
- Você é igual a sua mãe, você me lembra muito a ela. Vou cuidar de você, não vou deixar que nada aconteça de errado.
Então ele abraçava ela e dava um beijo na testa dela. Cena linda para uma mãe ver, eu os amava mais que tudo,  eu não tive uma das melhores historias de um casório com o Justin Drew Bieber, mais eu tive vários momentos tanto quanto felizes e tristes, encarar o fato que eu não estava mais presente foi muito ruim para ele e também para o nosso filho mais velho, o Justin.
[ Nicole - OF]
[Justin - ON]
Acordar todos os dias e não ver a Nicole do meu lado é muito triste, doloroso... Mas, eu tinha que seguir a minha vida em frente, não pense que eu não a amo mais, pois eu ainda a amo mais que tudo nessa vida, ela e os meus filhos lindos. Toda noite, eu deito na cama e rezo, rezo para a Nicole, para o meu pequeno Justin e para minha princesinha Charlie, eu deitava na minha cama e cantava: "I close my eyes and I can see a better day, I close my eyes and pray...". Eu não pensava um novo amor, eu não pensava um próximo casamento, eu não pensava em ter filhos de novo, eu não pensava em nada, além da Nicole. Unica coisa que eu quero é seguir a minha vida em frente cuidando dos meus filhos... Não, eu não disse que eu não quero um novo amor, eu disse que eu não pensava, mais ninguém sabe do futuro, por mais que ele seja doloroso tanto para mim e para os meus filhos. Logo depois de dias, a minha filha Charlie estava em casa, estava segura, forte e muito bem cuidada, minha vizinha a Lauren, me ajudava a cuidar da Charlie. Não, eu não estava interessado nela, pois ela é uma mulher bem mais velha do que eu, e eu não estava pronto para partir para um próximo relacionamento. A Lauren é uma mulher idosa, sempre quando eu precisava de alguma coisa, eu ia pedir algo para ela. Meu filho Justin, já tinha 16 anos, e a Charlie 13 anos, eu fiquei muito assustado quando minha filha chegou para mim e falou:
- Pai, eu estou sangrando!
Eu fiquei super assustado e levei ela ao medico, e o medico disse que ela estava menstruada, eu era o pai dela, o que eu ia dizer a ela? Filha, não faça sexo sem camisinha, você pode ficar grávida? É, eu fui direto a Lauren pedir ajuda e ela explicou tudo a Charlie, eu estava me sentindo um babaca. Eu tinha uma entrevista hoje, as duas da tarde, então eu fui me arrumar e levei a Charlie e o Justin junto comigo para a entrevista. O programa começou, as pessoas bateram palmas, umas pessoas gritaram e os meus filhos nos bastidores só rindo sobre a reação das pessoas. A entrevista foi rolando, rolando e rolando, então a Jordan, me pergunta:
- Justin, como você se sente olhando para a sua filha, depois de tudo o que você passou?
- Eu me sinto feliz, vejo que ela é uma menina igual a mãe dela, sinto falta da mãe dela, mais quando eu olho para Charlie, é como se eu visse a Nicole em seus olhos. É incrível, como os meus filhos me deixam felizes.
- Você esta pronto para um novo amor, depois de...?
- Depois de 13 anos. Eu não sei, eu amo muito a Nicole, mas eu não posso prever o futuro, eu posso me apaixonar amanha, ou depois, ou nunca mais.
- Então, esse foi o Justin Bieber aqui pessoal. Tchau até a próxima.
A entrevista acabou e fomos para casa. Chegando em casa, eu vi a Lauren fazendo a janta, é ela era uma grande vizinha, mais eu estranhei a presença de uma pessoa jovem ao seu lado. Cheguei na cozinha e disse:
- Oi Lauren, não precisava de tudo isso.
- Justin, eu faço questão.
- Esta bem.
- Justin, essa é a minha filha Jessica.
A Jessica era uma mulher bonita, jovem, formada em varias faculdades, ela era o motivo de orgulho para a Lauren.
- Oi Jessica, prazer, Justin!
- Oi Justin, prazer. Pode me chamar de Jes se você quiser.
- Esta bem Jes...
- Por que você não vão até a sala para conversar, eu já vou terminar aqui.
É, a Lauren estava "empurrando" a Jes para mim. Eu não estava pronto para amar uma mulher novamente, mais eu me identifiquei bastante com a Jes, ela era uma mulher bem inteligente, engraçada. Farias semanas se passaram, eu e a Jes saimos bastantes, iamos em cinemas, teatros, jantávamos fora. Para falar a verdade, nunca rolou nada entre eu e ela, mais eu não queria nada, além da amizade dela, até que uma noite depois de uma janta a Jes disse:
- Justin, vamos, eu quero te levar para um lago que eu conheço que tem aqui perto.
- Tudo bem, vamos então.
Chegamos no tal Lago. Nossa, lago era incrível, super calmo e super bom de ficar ali e pensar sobre a vida, lógico, não deixe a oportunidade passar. Pensei muito sobre a Jessica e a Nicole, principalmente, e vi que eu não amo a Jes, eu não estava apaixonado por ela, então eu não queria mais ninguém a não ser a Nicole. 
- Lugar incrível, não é Justin?
- É, é muito lindo aqui.
A Jes foi se aproximando de mim para me beijar, quando ela ia me beijar, eu virei o rosto e disse:
- Me-me-me desculpa, eu não vou conseguir, eu penso muito na Nicole...
- Justin, eu te entendo, o meu namorado morreu também a pouco tempo, eu não sei o que eu tenho na cabeça, me desculpa.
- Nossa, que triste isso. O que aconteceu?
A Jes falou a historia do seu namorado que morreu, e eu falei sobre a Nicole. Ficamos um bom tempo conversando. O tempo foi passando e passando, e eu não me apaixonei ou amei ninguém, acho que é para ser assim. O importante é seguir minha vida em frente, pois eu sei que eu tenho um anjo cuidando de mim, todos os dias e esse anjo é a minha Nicole.




FIIIIIIIIIIIIIIIIM, comente sobre o que 

achou.

BEIJOS ♥

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Intercâmbio... Eight!

Só vibrando amor e paz. Sinto a noite, penso em você, lembro como é bom amar. - Natiruts. 

Depois 2 meses, eu e o Justin estávamos noivos. Chegou o dia do casamento, eu estava tão nervosa, nem estava acreditando, achei que aquele momento nunca ia chegar. O casamento acabou e a festa também, então nós fomos passar a nossa lua de mel em Paris, é eu sei o Justin já foi para Paris, mas era o meu grande desejo de ir para Paris ainda mais com o Justin. Eu e o Justin estávamos tomando café da manha em Paris, tudo estava perfeito, até que eu recebo uma noticia que estragou o nosso café e fez nós voltarmos para o Canadá as pressas:
- Filha, como está Paris?
- Otimo mãe, e como está ai?
- Péssimo.
- Por que mãe? Aconteceu alguma coisa com o meu filho?
-  Nicole, o Justin o seu filho, foi atravessar a rua para pegar uma bola e foi atropelado. Mas, agora ele esta bem.
- EU NÃO ACREDITO, ESTOU VOLTANDO AGORA PARA O CANADÁ, EU QUERO O MEU FILHO!
Desliguei o meu celular e não consegui falar para o Justin o que aconteceu com o nosso filho de tanto que eu chorava, até que eu expliquei o que aconteceu e fomos direto para o aeroporto. Chegando no Canadá, fomos direto para o hospital, e a minha mãe disse que não estava nada bem, pois o meu filho estava em coma! Como assim, o meu bebe esta em coma? Eu não sabia o que fazer, apenas chorava loucamente, eu só quero o meu filho em meus braços... Se passou dias e nada do meu filho acordar, eu estava desesperada, Justin sempre ao meu lado falando:
- Calma meu amor, ele vai ficar bem.
Eu me sentia segura aos braços do Justin, mais só em pensar que a nossa familia não estava completa, dava um aperto no meu coração. Eu estava tão aflita, eu precisava ver o meu filho, então eu pedi para o medico se eu podia ver ele e o medico deixou. Entrando naquela sala, me deu um aperto maior ainda no coração, eu vendo uma criança cheio dos aparelhos em volta dele, uma pessoa tão frágil. Entrei na sala, segurei a mão do meu filho e comecei a rezar, comecei a falar com o meu filho como se ele pudesse me ouvir. Comecei a falar:
- Filho, eu te amo, por favor volta! Eu te amo, eu e o seu pai. Volta. - Eu disse chorando e soluçando.
- Calma meu amor, ele vai ficar bem, eu sei que vai.
O Justin era um anjo, o meu anjo, o meu marido que estava me ajudando muito naquele momento... Também né, o filho também é dele. No momento que eu ia sair da sala, o meu filho fala com uma voz fraca e angelical:
- Mamãe.
- Meu filho! 
Meu filho estava de volta, estava fraco, frágil, mais o importante é que ele estava de volta. O tempo passou mais e mais, e eu estava grávida pela segunda vez de Justin, desta vez era uma menina e o nome dela era Chalie...

CONTINUA...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Intercâmbio... Seven!

E quando você se sentir vazia me mantenha em sua memória, deixe fora todo o resto. Esqueça todo o resto... - Linkin Park. 


Justin ficou muito bravo no começo por não ter falado isso a anos atras, mas depois viu que o nosso pequeno Justin era um menino super especial e ele ficou muito feliz. Expliquei tudo o que aconteceu para o nosso pequeno Justin, mas não em detalhes.  O Justin ainda continuava vendo o nosso filho todo os dias, pois eu e o Justin era super amigos. O tempo foi passando, passando, quanto mais olhávamos para tras vimos como o tempo passou! Meu filho já tinha 13 anos, eu e o Justin nunca tínhamos pensado em voltar, mais o nosso filho vivia dizendo que nós eramos feitos um para o outro, que ele queria uma familia de verdade e etc. Eu ficava pensando no meu filho, ele queria o seus pais juntos, mas eu e o Justin ligávamos muito para o que ele falava, era uma criança, nós não pensava nos sentimentos dele. Até que era de noite, Justin passou na minha casa para ver o nosso filho, mas o "pequeno" Justin já estava dormindo, chamei Justin para conversar um pouco. Fomos na varanda de casa e ficamos conversando e tomando vinho, até que eu derrubo vinho na camiseta de Justin e falo:
- Mil desculpas Justin! Venha comigo, tira essa camiseta e deixa eu lavar ela.
Quando ele tirou a camiseta, meu deus, o que era aquele corpo? Eu fiquei que nem uma boba olhando para ele, e ele diz:
- Hey Nicole, algum problema?
- Não, não.Só estava olhando como..
- Como...?
- Você sempre foi lindo, só em pensar que... Ta, nem vou terminar de falar.
Coloquei a camiseta do Justin na maquina e me virei, quando eu fui sair Justin me segurou pelo braço, me puxou para perto dele, a ponto de sentir sua respiração e disse:
- Termina.
- Não, se eu terminar de falar, não vai mudar nada.
- Você continua sendo a mesma Nicole de sempre.
- Justin, posso te falar uma coisa?
- Só depois de mim.
- Você também, tem algo para dizer? O que?
- Eu sempre te amei. Volta para mim.
Eu paralisei, fiquei com cara de uma menina de 15 anos apaixonada. Nossa, o que eu ia responder? É lógico que eu sinto o mesmo por ele, mas, sei lá.... Vai se volta como era antes, Justin então cortou os meus pensamentos falando:
- Por favor, eu vou cuidar de você e do nosso filho, como eu nunca cuidei de ninguém. Prometo que eu nunca vou te machucar... hum... de novo!
- Justin, eu te amo também. Mas eu tenho medo que volte a ser como era antes...
- Não, não. Eu não vou deixar, eu vou te valorizar muito!
- Mãe, volta para o pai! - Disse o meu filho. -
- Filho, você acordado essa hora? Vamos, a mãe vai colocar você para dormir.
- Mãe, você acha que eu tenho quantos anos? Vamos.
- Hum Justin, acho que esta na hora de você ir embora.
- Tudo bem, amanha eu venho aqui de novo, para saber a sua resposta.
- Minha resposta? Ata, esta certo. Ok
- Boa noite filho, boa noite Nicole. - Disse o Justin beijando a testa do nosso filho e a minha testa.
- Boa noite Justin.
- Vamos filhos?
- Vamos mãe.
Coloquei meu filho para dormir, tomei um banho e fui tentar dormir. Mas não conseguia tirar o Justin da minha cabeça, eu sou uma mulher adulta, por que estou agindo igual uma menina de 15 anos? Deve ser porque eu amo o Justin, mais também não é motivo de eu ir pegar o meu violão e começar a cantar "He Could Be The One da Miley Cyrus/Hannah Montana". É, eu estava cantando essa musica, até que eu paro de cantar e fui dormir.
Logo de manha Justin bate na minha porta e vou até lá, do bom dia a ele e ele a mim, foi ver nosso filho. Justin almoçou na minha casa, foi muito divertido, o meu filho estava tão feliz, eu amava ver o sorriso dele em seu rosto, um menino lindo igual o seu pai quando era jovem... Justin veio falar comigo:
- Nicole....
Logo eu já interrompi ele, falando:
- Sim.
- Sim?
- É, Justin... Vo-vo-você que-que-quer..
- Eu quero o que?
- Você quer casar comigo?
Na hora que eu falei aquilo, parece que eu voltei anos atras, parece que eu revivi a cena eu pedindo o Justin em namoro, e o meu pensamento foi o mesmo: "Lógico que ele vai dizer não", quanto eu menos espero o Justin diz:
- É claro que eu quero. Lembra quando você me pediu em namoro?
- Nossa mãe, você pediu o pai em namoro e agora esta pendido ele em casamento?
- É, é eu sei que é meio estranho.
- Meio estranho?
Então, eu e o Justin ficamos conversando, rindo muito sobre o passado, mais só falamos em coisas boas eu não quis relembrar os momentos ruins...

CONTINUA...