segunda-feira, 2 de maio de 2011

I'll hold you in my heart - Cap. Five


No final, somos todos iguais, em tempos diferentes.

Esperei o Justin terminar o seu show e ele veio abraçar todos todo suado. Ele estava vindo em minha direção para me abraçar.
- Nem chega perto de mim. - Disse com as mãos na sua frente.
- Ué por que? 
- Você esta suado.
- Awn, que dozinha.- Disse rindo. - Você não vai me abraçar?
- Não.
Ele saiu correndo atras de mim e fui até o seu camarim, fechei a porta e ele ficou pelo lado de fora.
- Juliet, abre a porta agora!
- Só depois de você tomar um banho.
- É serio, não estou brincando.
Abri um pouco da porta e vi ele sorrindo, ele empurrou a porta e disse:
- Eu avisei.
Ele me pegou no colo e me colocou em no sofá que tinha lá. Me deitou e começou a fazer cócegas em mim. Eu gritando pra ele para, e ele não parava, até que ele cansou e olhou profundamente nos meus olhos e disse:
- Precisamos ir.
- É.
- Eu tenho que ir pro hotel e trocar de roupa e você fazer a mesma coisa, quero te levar em um lugar muito legal que eu vi na internet.
- Ok, vamos ?
- Claro.
Fomos até o hotel, chegando lá coloquei essa roupa (http://www.polyvore.com/cgi/set?id=31096173&.locale=pt-br), depois fomos ao local onde o Justin queria me levar. Ele me levou tipo ao um sitio, depois caminhamos até uma montanha, ele pegou sua mochila e tirou cobertores, colocou no chão e arrumou tudo bem bonitinho e confortavel o suficiente para nós dois. Deitamos ali, coloquei minha cabeça em seu peito, consegui ouvir seu coração super rápido, rápido mesmo.
- Justin?
- Sim?
- Algum problema?
- Não, por que esta perguntando isso?
- O seu coração.
- O que que tem?
- Ele esta batendo muito rápido.
- Bom, é, ele esta batendo rápido, porque... Hã... Sei lá.
Sorri e voltei analisar as estrelas. Estava lindo o céu, nunca tinha visto um céu tão bonito, podia estar bonito porque estava analisando de uma maneira amável, com o Justin do meu lado, tudo, tudo mesmo, fica mais fácil. Adoro a forma que ele me olha e depois sorri, o jeito que ele brinca comigo, o tempo que eu passo com ele é inexplicável e inesquecível.
- Justin?
- Sim?
- Eu te amo. - Levantei e olhei para o seus olhos, olhei profundamente.
- Eu também te amo Juliet.
- Me ama?
- É claro, que pergunta mais boba! Eu te amo, te amo muito mesmo.
- Me sinto mais segura com você, sabia?
- Não, agora que eu vou te proteger mais ainda. 
Sorri e fechei os meus olhos, cai em um sono profundo, só acordei no outro dia com o Justin me balançando.
- Juliet, olha que dia lindo.
Levantei, esfreguei os meus olhos e pude olhar toda aquela paisagem linda, vejo o Scooter, Pattie, Carin e Usher gritando por nós. 
- Vamos, eles estão nos chamando.
- Espera. - Disse ao colocar a mão em frente ao Justin. - Aquele é o Usher?
- Sim... Ah esqueci de avisar que ele veria hoje pra Italia e que vamos ficar naquele sitio por dois dias.
- AAAAAAAAAAAAAAAH, não acredito! É O USHER. 
Sai correndo pela montanha, não foi uma boa ideia, tropecei nos meus pés e sai rolando pela montanha, só consegui escutar o grito do Scooter e do Justin.
- JULIET!
Ao chegar o fim da montanha, levantei como se nada estivesse acontecido.
- Oi. - Disse rindo com o meu próprio tombo.
- Oi. - Disse todos. Depois caímos na risada.
- Filha esse é o... - Cortei o meu pai antes que ele falasse algo.
- O USHER. AAAAAAAAAA...
- E é por isso que ela estava gritando. - Disse o meu pai, olhando pro Usher. Ele me apareceu assustado e eu não sei o porque (rs).
- Chega de gritaria, vai pegar a sua mala e colocar lá dentro daquela casa.
- Ta bom pai.
- Filho, ajuda a Juliet? - Disse a Pattie.
- Sim mãe.
Fomos até o carro, pegamos as malas e colocamos dentro da casa.
- Nossa, que frio não é? Ótimo dia de assistir desenho em quanto toma chocolate quente.
- Dia perfeito. Vem. - Disse o Justin me puxando.
- A onde? 
- Ué, faze chocolate quente!
- Ata.
Fomos até a cozinha e fizemos chocolate quente, depois fomos a sala, nos enrolamos nas cobertas e começamos assistir Bob Esponja. Depois de assistir Bob Esponja eu disse:
- Argh, que frio.
- Eu te esquento. - Disse o Justin me abraçando bem forte. 
Ficamos ali abraçados e entrou o Usher na sala e disse:
- Hum, que cheiro de tinta.
- Cheiro de tinta? - Perguntei sem entender.
- Pinto um clima.
- Ai meu Deus. - Disse rindo, e o Justin estava rindo também.
- Vou dar uma volta, o dia esta lindo, vocês não quer vim?
- Hã, não. - Eu disse.
- Espera eu Usher. - Disse o Justin.
- Hey!
- O que?
- Você fica!
- Por que?
- Pra me esquentar ué. - Disse rindo.
- Eu vou indo, e vou deixar o casal em paz. - Disse o Usher rindo. 
Logo depois chega a Pattie com um celular na mão e fala:
- Filho, é pra você. 
- Quem é?
- Não quis dizer.
Justin pegou o celular e atendeu:
- Alo? - Pausa. - O que você quer? Já não disse pra me deixar em paz! - Pausa. - Não, eu não te perdoo, eu não sou um brinquedo, já chega! - Pausa. - Me esquece. - Pausa. - Não interessa  aonde eu estou. - Pausa. - Sim, estou sim, algum problema? Eu não sou nada seu e não te devo satisfações! - Pausa. - ME ESQUECE. 
Ele desligou o celular com tanta raiva e deitou no meu colo e disse:
- Você não vai deixar né?
- Não deixar o que Justin?
- Ela chegar perto de mim.
- Ela quem?
- A Selena?
- Se é isso que você quer... Eu não vou deixar ela chegar perto de você.
- Obrigado, eu te amo.
- Eu também.
Fiquei passando a mão no seu cabelo e ele dormiu.
Lindo, adorável, amável, simpático, fofo, romântico, tímido... Falta palavras pra descrever como ele é, desde que eu conheci ele, ele sempre foi assim, eu o amo desde o primeiro momento que eu o vi. Agora, pra lidar viver com ele sem ele saber disse é chato, mas se eu contar, vou acabar com a nossa amizade, mas não posso deixar isso passar, eu preciso contar, não estou mais conseguindo viver com esse sentimento aqui dentro de mim. Talvez, ele não me ame, talvez, ele me ame. - Vários e vários talvez's ficaram na minha cabeça, como pode ele ser assim? Me deixar assim? Ele apareceu como um anjo na minha vida.

Continua...

2 comentários: