segunda-feira, 8 de agosto de 2011

I'll hold you in my heart - Cap. Eighteen

Todas conquistas devem ser erguidas pelo amor, todas conquistas pelo medo não nos dão sabor...

Justin não era normal, não pra mim. Ele era diferente, ele era uma coisa que fazia toda a diferença na minha vida, como pode? Como pode um garoto ser tão... Tão fofo e meigo?
 Ele fazia carinho no meu corpo e trazia a minha blusa pra cima, eu sei o que ele queria e eu também queria... Mas não agora. 
- Justin.
- Sim Juliet, eu sei o que você vai falar, só relaxa tá? Eu não vou fazer nada o que você não queria. - Disse ele sorrindo.
(Musica de Fundo - Vermillion Part 2)
Eu deitei de lado e ele também, ele passava a mão nas minhas curvas e eu no seu cabelo.
- Eu gosto disso... De ficar assim com você... Em silencio, sem ninguém para atrapalhar. - Disse o Justin.
Ele sorriu pra mim e beijou a minha testa. Adoro mimar ele, adoro ser mimada por ele, adoro tudo o que ele faz em mim e que eu faço nele, queria que aquele momento ficasse paralisado ele com a mão na minha cintura, com a testa encostada na minha e minha mão no seu rosto dele, e ele com os olhos fechados sentindo o meu toque. Eu me encolhi e ele me abraçou, me senti segura e vi que era ele que eu queria, eu vi que aquilo não podia ser mais perfeito, seu gestos e carinhos.
- Eu te amo. - Sussurrou ele no meu ouvido. 
Eu abri os meus olhos brilhando provavelmente, abri um sorriso enorme.
- Eu te amo mais. - Disse sorrindo. 
Ele me fez ficar de bariga para cima, e deitou em cima de mim, ele começou a fazer tudo de novo... A me beijar, a fazer carinho em meu corpo, Justin estava levantando a minha blusa, senti um frio na bariga e vi que ele só queria fazer carinho na minha cintura. Esse garoto mexe comigo, como pode... É de madrugada e o Justin estava com toda aquela animação, vontade de namorar, mas eu sei que ele queria algo a mais.
Eu tirei a sua blusa, e fiquei passando as minhas mãos na suas costas, ele parou de me beijar e olhou nos meus olhos e deu um sorriso a coisa mais fofa do mundo, fiquei morrendo de vontade de morder ele. Justin era tudo, tudo o que você pode imaginar, ele tinha uma pele quente, beijos ardentes que eu necessitava todos os dias. 
Justin me olhou com uma carinha de tipo "certeza?" e eu apenas balancei a cabeça afirmando que sim, ele não disse nada do tipo " vou cuidar de você; eu vou ser carinhoso", ele não disse nada, ele deveria pensar que eu não era mais virgem, mas ele precisa saber que eu sou. 
Ele começou a puxar a minha blusa para cima, suas mãos quentes em minha cintura foi subindo e ele tirou a minha blusa.
- Justin?
Ele estava beijando os meus ombros depois ele parou e me olhou.
- O que foi meu amor? - Pediu ele.
- Você é virgem? - Tá, eu sei que essa pergunta é ridícula, mas eu precisava saber. 
Justin sentou, e eu sentei ao seu lado e ele não me respondeu. 
- Justin?
- Eu... eu... Eu sou virgem. - Disse ele inseguro.
Eu fiquei quieta, mas com uma duvida... Por que ele ficou daquele jeito... Estranho?
- Eu sei que você é uma menina que já deve ter experiencia nesse tipo de coisas, e que é alguns meses mais velha que eu e... E eu tenho medo de fazer tudo errado e... - Ele estava abafado, com medo.
- Hey Justin, eu não tenho "experiencia" em relação sexual, mas eu vejo que você esta com medo e eu também estou, isso é um sinal, que não é pra ser agora! Entende?
- Então... Você é..?
- Sim meu amor, eu sou virgem. Vem aqui... - Deitei e ele deitou ao meu lado, ele colocou a sua cabeça na minha bariga e eu comecei a fazer a carinho nela.
- Você tem uma bariga linda. - Disse ele rindo. - Eu não sabia que você tinha um piercing no umbigo.
- É, você nunca pediu. 
- Eu tenho duas tatuagens. - Disse ele. 
- Ah, eu não sabia que você tinha duas tatuagens. - Eu disse querendo que ele me mostrasse.
- É, você nunca pediu. - Disse ele rindo.
- Argh, deixa eu ver. - Eu disse. - Rápido.
- Eu não, só se você me der um beijo. - Disse ele deitando de bariga pra cima, do meu lado.
- Ah, seu metido, mas isso é coisa mais fácil do mundo! - Coloquei minha mão no seu peito e dei um beijo nele. 
Depois do beijo ele me mostrou as tatuagens dele e ficamos conversando até cair no sono

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário