segunda-feira, 1 de agosto de 2011

I'll hold you in my heart - Cap. Sixteen

Certas derrotas preparam-nos para grandes vitórias.

Caitlin estava de passada aqui em Atlanta, então fui ao hotel onde ela estava. Pedi a recepção onde era o quarto dela e coisas do tipo. Subi até o decidimo quinto andar e fui até o quarto 357. Bati uma, duas vezes e ela abriu a porta. Eu estava de oculos, mas não consegui esconder as minhas lagrimas e abracei ela. 
- Calma Juliet, calma. - Disse ela fazendo carinho no meu cabelo.
- Eu... eu... eu vou perder o garoto que eu mais amei nessa vida, o unico, desde quando eu tinha 13 anos, como eu vou viver... como? - Eu disse soluçando um pouco.
- Nada de drama, você tem que levantar a cabeça e acertar os pontos com ele. - Disse ela olhando pra mim. - Ele mandou eu te levar, amanha,  em um lugar.
- Não, eu não quero me encontrar com ele...
- Vai lá dentro, vamos escolher uma roupa bem bonita e você vai sim se encontrar com ele amanha. 
- Cait...
- Nem vem Juliet, eu quero o seu bem e ele é o seu melhor bem que existe.
- Ela arranca ele de mim como se eu não visse e nem se importasse... Por que existem pessoas assim? Ela quer separar eu e ele, e ele não vê. Por que? Porque ele defende ela...
- Juliet...
- Eu vou me encontrar com ele e terminar com ele. 
- Vamos dormir, você deve estar cansada.
Deitei na cama, e a Caitlin fico fazendo consolo em mim.
Logo de manha, acordei tomei um banho e fiquei pensando nas palavras pra escolher ao dizer para o Justin, que tudo realmente acabou. Coloquei essa roupa, e sai com a Caitlin, nós fomos em um parque e depois fomos ver o jogo de futebol. 
Voltamos a noite e começamos a escolher uma roupa. 
- Tem que ser uma roupa bem sexy, pra ver o que ele vai perder. - Disse a Caitlin.
Eu ri e começamos a escolher, tomei um banho, fiz uma make e depois coloquei essa roupa, Caitlin me levou até a casa do Justin e depois foi embora.
Toquei a campainha e vi ele todo lindo, fofo, meigo, sensível e com uma cara nada boa. 
- Oi. - Disse ele passando a mão na nuca.
- Oi. - Disse sem graça.
- Entra. - Ele esticou a mão, me olhou da cabeça aos pés e continuou...- Você...Você está linda. - Deixou uma lagrima cair sobre o seu rosto.
- Obrigada. - Disse sem graça entrando na casa dela. - Então...
- Por favor me perdoa. - Disse ele  logo ao ponto.
- Jus..
- Não, por favor. Eu não preciso "dela" e eu preciso só de você!
- De mim? Você tem certeza?
- Mais do que nunca. - Disse Justin colocando suas mãos em meu rosto, coloquei minha mão sobre as suas e pode ver o Justin me olhando de um jeito mais triste.
- Justin, quem ama tem medo e eu tenho medo.
- Você me ama?
- Em nenhum momento eu disse que eu não te amava. 
Meu olhos lacrimejaram, como sou mais baixa que o Justin, abracei-o pela sua cintura, coloquei minha cabeça em seu peito e ele fazia carinho no meu cabelo, minhas lagrimas molharam a sua camiseta e eu soluçava.
- Por favor, não me deixe. - Disse ele, me abraçando... forte. 
- Eu não quero, eu não posso, eu poderia ficar longe de você, e eu não quero te deixar. 

Continua...

2 comentários:

  1. lindo lindo lindo continuuua *-* <33

    ResponderExcluir
  2. Gente, eu comecei a ler sua imagine hoje, ELA TA P.E.R.F.E.I.T.A! MUITO MESMO! Ah e meu blog é novinho, será que pode ler e indicar? Eu posto esse história no meu Nyah! mais quase ninguém tem conta lá, então eu posto aqui o que eu posto lá, pra ficar melhor de quem não tem conta comentar. E continua rápido, haha(:
    http:/imaginebelieber-biebs.blogspot.com/

    ResponderExcluir